Sep 20, 2010

Don't stop. A estrada ainda cruza a direita.

As coisas estão um tanto quanto difíceis e complicadas. Eu ainda encontro diversos questionamentos na minha cabeça, rodeando e rodeando todos os neurônios em busca de uma saída. As cores na antiga foto que nem ao mesmo foi tirada estão se apagando, ficando borrada como um artefato velho jogado no canto de uma gaveta escura e sem atenção. Estou só, querendo ser abraçada pelo infinito, pelo passado, pelo verdadeiro. Os pensamentos que fluem em minha mente e as palavras que saem da minha boca estão falhados, perdidos na falta que sua presença me faz. 
É terrível lembrar de quando você me salvava das piores situações com apenas um emoticon de msn ou palavra aleatória, lembrar que imaginávamos um acampamento de verão em que no último dia teríamos um beijo de despedida à beira mar, da sua viagem para England, ou até mesmo jogar um Wii imaginário e essas coisas que só você entenderá quando ler aqui, e se você ler. 
Tumblr_l8xqbtbl4e1qcbx4yo1_400_large
São poucas as pessoas que me entendem, e essas são as que também estão passando por algo parecido. Bom, pelo menos não sou a única a ter dessas coisas malucas, e acho que também não serei a última. Eu não tenho raiva de ninguém que tenha aparecido depois de Janeiro, ao contrário, fico feliz pela felicidade proporcionada por essa pessoa. Eu tenho um enigma em mãos, talvez indecifrável, talvez não... Eu só gostaria de saber o real sentimento, pois sei que todas as vezes que você se 'justifica' para mim, não passa simplesmente de uma verdade cabulada em névoa densa para não ser traspassada. 
Talvez eu seja uma das piores, uma daquelas sem-vergonha que não merece nada. Mas sei que se eu fosse isso, nem para mim você teria aparecido e muito menos para mim teria voltado.
Essa história ainda não acabou.

1 comentários:

Kloue said...

"Mas sei que se eu fosse isso, nem para mim você teria aparecido e muito menos para mim teria voltado.
Essa história ainda não acabou."

- Aqueles que nos amam, nunca nos deixam de verdade.- Lembra?

Ele não te deixou de verdade. É tudo questão de tempo e paciência, estamos no mesmo barco, o barco da espera, onde a unica coisa que podemos ver é o azul do céu contrastando com o azul do mar, a unica coisa que podemos ter é esperança de encontrar terra firme e a unica coisa que podemos sentir é o vento bater no nosso rosto na tentativa frustrada de limpar a alma.

dramaqueen ;*

Post a Comment